Praticagem no Brasil

Home 2022 Fóruns Rebocadores Portuários (Tug Use in Port) Gráfico – publicação SQUAT INTERACTION MANOEUVRING Responder a: Gráfico – publicação SQUAT INTERACTION MANOEUVRING

#2420

Olá,

Esta figura é explicada no próprio material item 4.2 “Tug Pumping”.

No geral, explica os efeitos da wash (descarga do propulsor) do rebocador operando no “cabo curto) no costado/carena do navio assistido.

O efeito, em alguns casos, com o rebocador puxando no costado é inverso ao esperado. Ou seja, o rebocador está puxando para boreste na alheta (poderia ser bochecha) do navio e a popa cai para a direção contrária à pretendida (ou bombordo). Isso acontece em função da força do wash impactando no costado, bem como em função do aumento do fluxo ao redor da carena do navio, diminuindo a pressão no bordo contrário (por Bernoulli) e levando a popa para bombordo (de acordo com a figura). Ainda é explicado que isso é intensificado com a diminuição da profundidade e consequentemente do UKC (folga abaixo da quilha).

Esses conceitos (incluindo efeito Coanda) são melhor explicados no livro “Tug Use in Port”.

Sds.

Renato