Responder a: Reverse Arrest Mode x Transverse Arrest Mode

#3500
pirata
Participante

Concordo com o Eduardo,

No método direto quando vamos aplicar força de parada alinhamos o cabo e temos a opção de utilizar o transverse ou reverse arrest. Nesse caso utilizamos a máquina para forças de parada.

No método indireto, quando vamos criar forças de parada, nós vamos utilizar a resistencia do casco para auxiliar a parada, levando a extremidade de trabalho do cabo p/ fora e a extremidade livre em direção ao navio. Nessa condição o rebocador CRIA STEERING FORCES também.

Para auxiliar a interpretação peguei o trecho do TUG:
“The indirect towing method is applied by an after tug at speeds higher than five to six knots. With the indirect towing method, the tug makes use of the hydrodynamic forces created by incoming water flow on the tug’s skeg and/ or underwater body.”

Portanto como estamos utilizando a máquina, e não a resistencia do casco, para parar, o transverse e reverse arrest são considerados métodos diretos.

Agora, se esta interpretação estiver correta, fiquei em dúvida em uma coisa:
-É possível criar forças de parada no método indireto sem gerar forças de guinada? Pois pelo o que vi nas figuras 4.8 e 9.5 quando o rebocador operando no método indireto vai aplicar força de guinada (em linha reta), ele aplica o transverse ou reverse arrest.