Responder a: Aproximação da mono-bóia

#3454
jiboia
Espectador

Depois de dar uma lida com mais calma, acho que reformulei meu entendimento, pelo seguinte.

Na p. 10-11 ele comenta que “When handling smaller ships, the smaller diameter and greater rate of a low speed turn to the left is apparent to the observer”.

Só que no contexto do livro da aproximação da monobóia o navio não é pequeno (são VLCC ou ULCC) e nem está a uma velocidade baixa antes de iniciar o giro. Por isso, nesse caso é melhor entender que “Trial data for VLCCs and ULCCs indicate that the differences between the turns to the right and turns to the left for these largest of vessels are insignificant.”

Aí voltamos para a questão da segurança então, aproximando com curva a bombordo parece ser mais prudente, se for necessário dar máquina a ré. Queria mesmo era achar algum trecho do livro que explicasse isso melhor…