Responder a: Boundary Layer

#3072
pirata
Participante

Obrigado pela resposta Fabio,

Não sei se entendi direito. Você quis dizer que a camada limite surge na proa do navio, que devido ao volume do navio, é obliqua (paralela a tangente da bochecha) a parte plana do casco.

O rastro da camada limite aumenta com o aumento da velocidade, portanto se aumentarmos a velocidade o rastro gerado na proa extendera paralelo a bochecha da embarcação e consequentemente aumenta a camada limite do navio.

É isto? Para mim isso faz sentido! Mas creio que se continuarmos aumentando a velocidade vai chegar um momento que esse rastro obliquo (causado pela força viscosa da água) irá se tornar paralelo devido a inercia da água.

De qualquer maneira, também podemos atribuir o aumento da camada limite, em uma placa, com o aumento de velocidade nos casos de transição de fluxo laminar para turbulento, então depedendo do fluxo temos esse aumento da largura. Não sei se isso vale para navios, não sei se o navio sempre trabalha em regime turbulento ou se em baixas velocidades existe regime laminar.