Responder a: Resistência de Ondas – Naval Shiphandling

Home (concurso para prático) Fóruns PNA – Resistência ao Avanço Resistência de Ondas – Naval Shiphandling Responder a: Resistência de Ondas – Naval Shiphandling

#2946
fabio
Mestre

Mário,

Existe uma frase importante no PNA que passa despercebido, e explica fisicamente sua dúvida. Ela diz que as forças de pressão dentro do fluido água são transmitidas de forma instantânea. Portanto a afirmaçao de que cristas e cavados se anulam é apenas uma maneira de explicar um modelo matemático. O que acontece de fato é que o navio em movimento gera um campo de pressão na superfície, ou gradiente de pressão, que dá origem a um sistema de ondas, que custa energia para ser mantido.

Os sistemas se anulam ou se somam mutuamente, a crista na proa também é afetada pelo cavado da popa. A crista não surge pra depois ser anulada no segundo ciclo, o campo de pressão é afetado em todos os pontos de forma instantânea, portanto ela já sofre a “poda” na origem.

Cuidado também pra nao confundir resistencia de ondas com arrasto de forma. Os dois sao forças de pressão, mas o primeiro é devido a gravidade, e o segundo devido a viscosidade. São coisas inseparáveis no mundo real, que o modelo matemático trata como se fossem universos distintos. Pode haver pressão gerando resistência, mas não o suficiente pra vencer a gravidade e fazer ondas (Fn <0,1).