fbpx

Razão de Guinada – Contradição do livro?

Home (concurso para prático) Fóruns Shiphandling, Naval Shiphandling e SQUAT Razão de Guinada – Contradição do livro?

Visualizando 4 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #3256
      otimoneiro
      Espectador

      Olá, pessoal.

      No quadro da página 17 do shiphandling for the mariner, quando o autor elenca os efeitos de Shallow Waters, cita os seguintes:

      – Rate of turn essentially the same as for deep water.
      – Head falls off in the same direction, but at a greater rate, as depth decreases.

      Fiquei com a impressão que esses efeitos são contraditórios, pois se o heading “cai” com uma razão maior (greater rate), significa que tenho uma Razão de guinada maior em águas rasas do que profundas, não?

      Alguém percebeu isso? Ou estou equivocado?

    • #3259
      fabio
      Mestre

      O SHFM é genérico demais a respeito disso. O PNA descreve testes no ESSO OSAKA onde o RoT varia como uma parábola, atingindo o máximo na profundidade de 1,5 X o calado.

      Na prova voce terá que saber de qual publicação a pergunta foi tirada para responder corretamente.

    • #3260
      otimoneiro
      Espectador

      Obrigado, Fábio.

    • #3261
      otimoneiro
      Espectador

      Na verdade, Fabio, o PNA afirma que o ROT (razão de guinada) diminui conforme o a diminuição da profundidade.

      Não encontrei o trecho em que se afirma que a Rot é máxima a 1.5.

      O que se lê é que com 1,25 há uma diminuição entre 50-60% da razão de guinada quando comparado com deep water.

      Correto?

      Vejamos:

      Experimental data on turning rate can be summarized.
      Taking angular velocity in deep water as 100 percent, the shallow water rates are generally:
      (a) In water depth 2.5 times ship draft, 90 to 95
      percent ( that is, roughly 5 to 10 percent increase in turning diameter)
      (b) In water depth 1.25 times ship draft, 50 to 60 percent ( that is, roughly 60 to 100 percent increase in turning diameter)

    • #3266
      fabio
      Mestre

      O PNA menciona que a estabilidade é mínima em profundidade de 1,5 o calado, o que dá quase no mesmo, pois faz com que o RoT seja maior em pequenos ángulos de leme (veja fig 102) .

      “From the Esso Osaka trials, checking and counterturning ability were reduced as water depth decreased from deep to an intermediate depth (50 percent of draft as bottom clearance) and then increased at the shallower depth (20 percent of draft under keel). This phenomenon is related to an apparent reversal in controls- fixed course stability as shown in Fig. 102, where stability first decreases but then increases as water depth becomes very shallow.” pg 281

Visualizando 4 respostas da discussão
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.