fbpx

Outros dispositivos de propulsão.

Home (concurso para prático) Fóruns PNA – Propulsão Outros dispositivos de propulsão.

Visualizando 5 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #2139
      praticoo
      Participante

      Professor fiquei com dúvida na relação que ele faz sobre excentricidade. No slide 14 é afirmado que ela nunca passa de 1 em propulsores cicloidais. Já no slide 17 está que nos estudos do Van Manen ele cita tais propulsores com excentricidade acima de 1. Como é possível? Se puder também me explica de outra forma o que de fato é a excentricidade, não consegui entender.

    • #2140
      praticoo
      Participante

      Outra dúvida é em relação a pergunta no slide 44. No slide 8 é afirmado que o CPP é quase tão eficiente quanto FPP em qualquer situação. Existe a observação do que o Tug use in port diz.

      Mas na questão em tela o enunciado é claro quando diz “Segundo o PNA…”
      O PNA faz alguma ressalva sobre a diferença dos dois tipos de propulsores na condição de máquina atrás?

    • #2147
      fabio
      Mestre

      A excentricidade maior que 1 não é fabricada prática. Só são fabricados cicloidais tipo Voith Schneider, com excentricidade menor que 1, no entanto em testes de laboratório conseguiram obter tal eficiência com cicloidais que só foram feitos para testes em laboratórios, e nunca sairam de lá.

      Excentricidade é a relação entre o comprimento dos braços que controlam as pás e o diâmetro do propulsor cicloidal.

      O PNA fala que o CPP é quase tão eficiente quanto o FPP em qualquer regime de rotação, o que contraria o TUG use in Port, que afirma que com máquinas atrás o CPP é bem menos eficiente que o FPP.

      abs,
      Fabio

    • #2347
      yurirosendo
      Participante

      Boa tarde professor , tambem tive dúvida nessa questão , pois diz que segundo o PNA, a opçao que diz que o cpp é quase tão eficiente quanto um fpp em qualquer condição de máquinas atras está errada ,esta condição (máquinas atras) não estaria englobada em qualquer regime de rotação ? obg

    • #2397
      elton
      Participante

      Boa Tarde Fabio,

      No slide 8 da seção “other propulsion devices” quando vc diz: São quase tão eficientes quanto um propulsor de passo fixo (FPP) em qualquer condição. A única diferença é que o bosso é um pouco maior. ( texto PNA)

      Copiando o que tem escrito no PNA:
      The controllable-pitch propeller can be made almost as efficient as the solid, fixed-blade propeller at any particular chosen condition — say that in normal service— the only difference being the somewhat larger hub needed to house the pitch-changing mechanism.

      Eu tive uma interpretação diferença dessa que deu no slide ===> O que eu entende nessa passagem é que o hélice CPP pode ser feito quase tão eficiente quanto o hélice solido FPP em qualquer condição particular escolhida – digamos que em servimos normal – a unica diferença sendo o bosso um pouco maior do que o necessário para alojar o mecanismo de mudança do passo.

      – Para mim o grande lance dessa interpretação está nesta parte: “at any particular chosen condition” no meu entendimento o PNA quis dizer que o projetista pode fazer um CPP tão eficiente quanto um FPP em qualquer condição particular seja ela pra vante ou para Ré. Se por para Ré só vai ser pra essa condição e se for para vante só vai ser para essa condição de Vante. Nesse caso não contraria nenhum dos livros … ele só está querendo dizer que o Projetista tem a liberdade de projetar o hélice da forma que achar mais adequada para operação desejada. O que causa confusão é que normalmente os hélices são projetados para operar com máquina avante em regime de cruzeiro (veloc de cruzeiro). Daí isso causa essa confusão de pensar que ele está contrariando os outros livros.

      O que vc acha Fábio? Seria uma falha muito básica cometida por engenheiros PHD…?
      Acho que isso tudo é só para uma situação especifica e pronto independente se for a AR ou AV. O Projetista do hélice pode fazer ele eficiente da maneira que ele quiser..

    • #2866
      Garden
      Participante

      Eu também tive a mesma interpretação que o Elton em relação ao que o autor quis dizer quanto às eficiências comparadas entre CPP e FPP.

      Além disso, nesse mesmo Slide, também não vi polêmica na questão da True Helical Surface, pois, realmente, se o passo é alterado, todas as pás girarão segundo o mesmo ângulo (conforme a manobra solicitada pelo operador, certo?). Assim, naquele giro em particular, o Passo não ficará uniforme em toda a revolução, contrariando a definição de true helical surface que o próprio PNA já havia dado, na pag 137 (fig.7 – Definition of helix).
      Com a alteração do passo, a superfície helicoidal descrita pela reta AB até a sua posição final A’B'(após um giro completo) ficaria deformada, já que a velocidade descrita no eixo OO’ também varia com a mudança do passo, fazendo com que a distância percorrida pelo hélice (A-A’) seja diferente da distância A-A’ descrita segundo o passo geométrico do propulsor.
      Entendo que o termo superfície helicoidal verdadeira refere-se à superfície imaginária descrita pela linha AB (ROOT até a TIP da pá), quando o propulsor dá uma revolução completa em velocidade constante cujo avanço (A-A’) corresponde exatamente ao passo geométrico do propulsor.

      Que acham? Consegui me fazer entender?

Visualizando 5 respostas da discussão
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.