fbpx

Navios L/B reduzida

Visualizando 5 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #2896
      Rodolfohern
      Participante

      Olá Fábio/Renato.

      Navios com L/B reduzida possuem menor estabilidade direcional e logo seu poder de guinada também é menor. Contudo, logo no texto em seguida, diz que este tipo de navio gira com um menor diâmetro. Isto não é contra intuitivo? Como pode um navio ter capacidade de guinar reduzida e apresentar um diâmetro menor?

    • #2917

      Olá Rodolfo,

      Na verdade, você partiu de uma premissa incorreta.

      Navios com comprimento sobre boca (L/B) reduzida, possuem baixa estabilidade direcional. Logo, ao contrário da alta estabilidade que tende a manter o navio em linha reta, a baixa estabilidade propicia altas taxas guinadas (RoT). Lembrando que esses tipos instáveis de navios precisam de mais leme para iniciar ou quebrar uma guinada.

      Dito isso: menor L/B, menor estabilidade, maior ROT, diâmetros táticos menores

      Sds.

      Renato

    • #2943
      Rodolfohern
      Participante

      Ok, desculpe a confusão. Obrigado pelos esclarecimentos e pode desconsiderar a pergunta sobre os navios VMAX.

      Sdd.

    • #2944
      Rodolfohern
      Participante

      Sds*

    • #3053
      jiboia
      Espectador

      Acredito que a duvida de Rodolfohern se refere ao seguinte excerto contido no SHFTM:

      “These ships are designed with an unusually WIDE BEAM for their length to maximize carrying capacity. (…) All other factors being equal, increasing a vessel’s length-to-beam ratio in this manner reduces the ship’s directional stability” (p. 239)

      Realmente, se observarmos a pág.20, o comentário é diametralmente oposto ao comentado no inicio do livro: “It is apparent then that directional stability (…) Becomes more POSITIVE as length increases”.

      Não sei se é um erro, mas pareceu à primeira vista.
      Acho que o importante é ficar atento se o examinador cobrar o mesmo termo traduzido utilizado pelo livro (“in this manner”).

    • #3055

      Pessoal,

      De fato, esta frase do Shiphandling está incorreta.

      O correto seria “…All other factors being equal, increasing a vessel’s beam-to-length ratio OU decreasing a vessel’s length-to-beam ratio in this manner reduces the ship’s directional stability”.

      Vejam que na página seguinte (240), ele acerta, dizendo: “Unfortunately, increasing the beam relative to the vessel’s length reduces the length-to-beam ratio (L/B) and decreases its directional stability”.

      O que vale é entender que aumentando o comprimento do navio (em relação à largura/boca), aumenta-se sua estabilidade direcional e vice-versa.

      Sds.

      Renato

Visualizando 5 respostas da discussão
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.