fbpx

leme

Visualizando 5 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #3296
      gilnei franca
      Participante

      O leme melhora a manobrabilidade compenssando os efeitos dos tubulões.
      1. Tenho dúvida sobre as explicações dos slides:
      Slide 14, relação flap e leme no que diz respeito a seus âgulos.
      ▪ Aumenta (aprox. 30o de leme) a máxima sustentação em 60 a 70% se comparado ao leme convencional.
      ▪ O empuxo transversal atinge até 50% do empuxo avante. Usando ângulo máximo de leme, pode defletir a descarga aproximadamente 90o.
      Dúvida
      Favor explique essa relação. Flap x leme.
      o flap é útil para fazer empuxo transversal? deslocamento lateral?
      O que seria essa máxima sustentação?

      2.Schilling rudder:
      No slide:
      Pode ser defletido em até 70o, situação na qual a descarga é defletida em 90o. isso favorece o que para o rebocador?
      quanto mais a descarga defletida melhor é eficiência propulsiva?

    • #3297
      gilnei franca
      Participante

      Tubulões
      Towmaster system:
      No slide
      (o empuxo a ré pode chegar a 70% do avante)
      Esse sistema melhora o desempenho do rebocador só quando de ré?

      • Esta resposta foi modificada 5 anos, 1 mês atrás por gilnei franca.
      • #3316

        Tubulões
        Towmaster system:
        No slide
        (o empuxo a ré pode chegar a 70% do avante)
        Esse sistema melhora o desempenho do rebocador só quando de ré?

        [SIERRA] O próprio slide traz a explicação:
        “O sistema melhora o empuxo e o governo, tanto com seguimento avante como a ré (o empuxo a ré pode chegar a 70% do avante) ao custo de uma maior complexidade.”

    • #3299
      gilnei franca
      Participante

      Slide 23
      No slide, fala:
      Hélices girando para dentro (inward) tem maior eficiência propulsiva.
      Uma desvantagem dos propulsores de passo fixo (inward) é o maior raio de giro, pois: sendo o de boreste de passo esquerdo e o de bombordo de passo direito, quando se usa os propulsores conjugados, o transverse effect se opõe à curva.
      Dúvidas
      como ocorre ocorre esse efeito lateral transverso? isso é ruim para o rebocador?
      No audio fala menor raio de giro, pelo menos que houvir?
      Pela animação, slide 24, o maior raio de giro ocorre com os hélices girando sentido ant-horário.
      Em que afeta o rebocador maior raio de giro?

      • #3319

        Slide 23
        Hélices girando para dentro (inward) tem maior eficiência propulsiva.
        Uma desvantagem dos propulsores de passo fixo (inward) é o maior raio de giro, pois: sendo o de boreste de passo esquerdo e o de bombordo de passo direito, quando se usa os propulsores conjugados, o transverse effect se opõe à curva.

        Dúvidas
        como ocorre esse efeito lateral transverso? isso é ruim para o rebocador?
        [SIERRA] O efeito lateral transverso é complexo explicado em detalhes no Cap. 2 do Naval Shiphandling. É ele que faz a popa do navio tender a boreste com máquinas indo avante (propulsor passo fixo com giro no sentido horário) e tender a bombordo com máquinas atrás.
        Esse efeito transversal do propulsor não é desejado, pois significa sempre perda propulsiva avante. Na prática, lida-se com esse efeito da melhor maneira possível (usando o efeito a favor da manobra). No caso de rebocador de 2 eixos, prefere-se INWARD pelas razões explicadas no slide (melhor eficiência propulsiva).

        No audio fala menor raio de giro.
        [SIERRA] Sim, o áudio está com erro.

        Pela animação, slide 24, o maior raio de giro ocorre com os hélices girando sentido ant-horário.
        [SIERRA] No slide 24, mostra-se somente que 2 hélice INWARD terão maior raio de giro e OUTWARD terão menor raio de giro.
        Para entender isso, é importante entender bem a explicação do slide 23
        INWARD:
        1. Os propulsores giram para dentro quando avante e são de passo fixo (FPP).
        2. O rebocador quer iniciar uma guinada para boreste.
        3. O propulsor de boreste é colocado a ré e o de bombordo é mantido avante.
        4. Conforme a figura acima, ambos os propulsores agora giram no sentido horário.
        5. O conjugado de rotação puxa a popa para bombordo, iniciando a guinada do rebocador para boreste.
        6. Entretanto, o efeito lateral (transverso) dos propulsores contraria o conjugado, resistindo ao movimento para bombordo da popa.

        Em que afeta o rebocador maior raio de giro?
        [SIERRA] Menor manobrabilidade (ele avança e afasta mais em uma guinada).

    • #3300
      gilnei franca
      Participante

      Slide25
      Flanking (navegar lateralmente):

      O efeito transverso da hélice inward se soma ao empuxo lateral do leme, e vencem o conjugado de rotação, que é menor nos inward.

      Dúvidas
      Pelo que intender, Conjugado de rotação ,só util, quanto quer guinar para uns dos lados, nesse caso , efeito transverso, contraria essa tendência, tou certo?
      Andar lateralmente é outra história, efeito transverso ajuda, ao se somar, ao empuxo lateral do leme.
      Por favor explique, tá um pouco confuso.

      • #3320

        Slide25
        Flanking (navegar lateralmente):

        O efeito transverso da hélice inward se soma ao empuxo lateral do leme, e vencem o conjugado de rotação, que é menor nos inward.

        Dúvidas
        Pelo que intender, Conjugado de rotação ,só util, quanto quer guinar para uns dos lados, nesse caso , efeito transverso, contraria essa tendência, tou certo?
        Andar lateralmente é outra história, efeito transverso ajuda, ao se somar, ao empuxo lateral do leme.
        Por favor explique, tá um pouco confuso.

        [SIERRA] Não está confuso……é complexo mesmo 🙂

        Vamos tentar simplificar. São 3 grandes forças em jogo:
        1) Força da deflexão do leme
        2) Força do conjugado de máquinas (2 propulsores)
        3) Força lateral em função da rotação do propulsor

        – Para a guinada usando somente conjugado, as forças 1 e 3 se opõem e o rebocador guina mais devagar e tem maior curva de giro
        – Para andar de lado para boreste (exemplo), “descobriu-se” uma combinação que realiza tal tarefa:
        –força 1 para BE (leme para BB para levar popa para BE)
        –força 2 para BB (conjugado como se fossemos guinar para BB)
        –a força 3, neste caso, ajudará o leme se opondo à força 2

        • #4568
          Danillo
          Participante

          Prezado,

          Esta “combinação” de flanking funciona somente p/BE?

          É também possível alguma combinação quando se desejar navegar lateralmente para BB? Já que a Força lateral em função da rotação do propulsor (Popa p/ BE) estaria atuando em conjunto com alguma das outras duas forças?

          Grato,

          Danillo

          • #4569

            Olá!

            O livro não cita mas potencialmente funcionaria, pois o principio é o mesmo mas invertido:

            Para andar de lado para BOMBORDO:
            – força 1 – leme para BE para levar popa para BB
            – força 2 – conjugado, como se fossemos guinar para BE (ou seja, entrar com a proa)
            – força 3 – efeito dos propulsores, ajudando o leme e se opondo à força 2

            Att.

    • #3315

      1. Tenho dúvida sobre as explicações dos slides:
      Slide 14, relação flap e leme no que diz respeito a seus ângulos.
      ▪ Aumenta (aprox. 30o de leme) a máxima sustentação em 60 a 70% se comparado ao leme convencional.
      ▪ O empuxo transversal atinge até 50% do empuxo avante. Usando ângulo máximo de leme, pode defletir a descarga aproximadamente 90o.
      Dúvida
      Favor explique essa relação. Flap x leme.
      o flap é útil para fazer empuxo transversal? deslocamento lateral?
      [SIERRA] O sistema de leme (leme + flap) aumenta a sustentação (lift) no geral, em função dos maiores ângulos de ataque.
      Como consequência disso, é possível direcionar essa força (empuxo) transversalmente dando grande manobrabilidade ao rebocador.

      O que seria essa máxima sustentação?
      [SIERRA] Maior LIFT (força de sustentação) gerado pelo leme. De forma geral, é a força que vai criar o empuxo no rebocador (fazê-lo vencer a resistência e avançar).
      https://en.wikipedia.org/wiki/Lift_(force)

      2.Schilling rudder:
      No slide:
      Pode ser defletido em até 70o, situação na qual a descarga é defletida em 90o. isso favorece o que para o rebocador?
      quanto mais a descarga defletida melhor é eficiência propulsiva?
      [SIERRA] Melhor não misturar eficiência do propulsor com eficiência do leme.
      Maior descarga lateral, significa maior manobrabilidade para o rebocador (que junto com bollard pull formam seus principais atributos).

    • #3321
      gilnei franca
      Participante

      Muito grato, valeu.

Visualizando 5 respostas da discussão
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.