fbpx

Cap 7 – LDP Segurança – Marcações

Home (concurso para prático) Fóruns Navegação (Miguens) Cap 7 – LDP Segurança – Marcações

Visualizando 4 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #3224
      dex_
      Participante

      “Marcação de segurança: tangente ao limite da área perigosa, traçada a partir de um ponto de referência em terra, cuja direção é determinada do largo para terra.

      Primeiro ponto: ponto de referência em Terra.
      Segundo ponto: limite da área perigosa.

      Acho que o que está me confundindo é pensar que dois pontos vão determinar uma única reta, que já tem direção definida.
      Então não estou conseguindo entender o que significa dizer que a direção é determinada do largo para terra. E que a recíproca não é válida.

      Pode me explicar esse processo por favor?

      Obrigado.

      Attachments:
      You must be logged in to view attached files.
    • #3227

      A marcação de segurança visa evitar que o navio entre em uma “área perigosa” para navegação.

      O exemplo dado no próprio material (em anexo) demonstra isso.

      A marcação (azimute) que tangencia o perigo é estabelecida do largo (mar) para terra pois a marcação que o navio tomará segue a mesma lógica.

      Se estabelecemos uma marcação verdadeira de segurança de 10o do farol (exemplo dado), o navio poderá tomar marcações do farol ao longo da derrota e perceber que está caminhando para uma área perigosa toda vez que a mesma for menor que 10o.

      Sds.

      Renato

    • #3642
      lucasvap02
      Participante

      Olá,

      Estou com uma dúvida quanto a lazeira mínima permitida abaixo da quilha. Segundo o Miguens Cap 7 (LDP), a desejada é de no mínimo 2 metros. Assistindo a um vídeo, o professor Anselmo do CPM comenta que a mínima aceitável é de 1.8 metros. Procurei no Miguens e não encontrei essa informação.

      Sds,

      Lucas

    • #3648

      Olá Lucas,

      Vamos sempre nos fundamentar na bibliografia e não naquilo que “alguém” disse, ok?

      O Miguens no cap 7 fala em 2 metros ou 15% do calado para traçar linhas de segurança em zonas perigosas.

      “Quando se ilumina uma Carta, traçando-se os contornos das áreas perigosas, dois são os critérios que podem ser adotados: o critério das profundidades e o critério da distância ao perigo mais próximo. Utilizando-se o critério das profundidades, traçar-se-á a linha de perigo em torno da área perigosa com base numa profundidade igual ao calado do navio mais 2 metros (ou mais 15% do calado do navio, quando esta percentagem for maior que 2 metros). Esta é a lazeira mínima de água que desejamos ter abaixo da quilha quando navegando no local.

      Veja que isso não é uma restrição a lazeira mínima em qualquer situação. O ultimo parágrafo deixa isso claro: é o que queremos NESTE LOCAL!

      Se olharmos o livro Bridge Team Management, teremos ideias um pouco diferentes. Ele fala em 20% de calado para a Margin of Safety.

      As perguntas em prova tipicamente vão apontar a bibliografia a que se referem. Logo, aprenda desde já a lidar com as diferenças entre publicações.

      Sds e bons estudos!

      Renato

      • Esta resposta foi modificada 3 anos, 7 meses atrás por Sierra Pilots.
    • #3866
      fabiocduarte
      Participante

      Boa noite!

      No próprio Miguens, quando fala de fundeio de precisão o valor citado para a linha de perigo é de calado mais 6 pés (ou aproximadamente 1,8 metros). Ou seja, na mesma publicação, temos duas margens distintas para linhas de perigo.

      Abs.

      Fábio Duarte

Visualizando 4 respostas da discussão
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.