Praticagem no Brasil

Home 2022 Fóruns Meteorologia Integrada Velocidade relativa correndo com o tempo Responder a: Velocidade relativa correndo com o tempo

#2758

Olhando o material, ele está de acordo com a publicação do Miguens (literalmente).

Infelizmente, o autor não foi tão feliz assim na explicação.

Em ambas as situações (correr com o tempo e capear), diminuir a velocidade significa diminuir os contratempos do mar grosso/tempestade, tais como surfar na onda, perdendo estabilidade (correr com o tempo) ou caturrar com fortes pancadas (capear) que seriam ocasionados com aumento de velocidade do navio.
Diminuir a velocidade também tem a ver com fugir do sincronismo da onda, no caso de correr com o tempo.
A infelicidade do autor, no meu ponto de vista, é em relação à efetividade do leme, pois correndo com tempo e possuindo uma velocidade menor do que a da onda, a eficácia do leme estará sempre comprometida, pois o movimento relativo será “negativo” (como se o navio estivesse indo a ré). Por isso, se fala no uso de drogue, ferro de popa, etc.
Em resumo, quando correndo com o tempo o navio vai sempre tentar fugir do sincronismo e terá menor velocidade que as ondas se as ondas forem maior que o comprimento do navio. Se as ondas são menores, o navio pode buscar uma velocidade maior que as das ondas (se possível).
Logo, busca-se sim alguma velocidade relativa mínima.

Sds.